Voo Atrasado

Atraso de voo e preterição de embarque:

Segundo nos informam os artigos 20 e 21 da Res. nº 400/2016 da ANAC a companhia aérea deverá informar imediatamente ao passageiro o atraso no voo, além de estimar a nova previsão do horário de partida. De acordo com os arts. 26 e 27 da Res. 400/2016 da ANAC, caso o atraso do voo seja superior a 01 hora a empresa deverá se utilizar de todos os meios possíveis para comunicar ao passageiro, bem como disponibilizar a este formas de avisar o atraso a parentes e pessoas, que por qualquer motivo, estão o aguardando. Para os atrasos superiores a duas horas, a companhia aérea está obrigada a fornecer alimentação ao passageiro, seja por meio de voucher ou refeição individual. Já em casos em que o atraso seja superior a 04 (quatro) horas, a empresa aérea está obrigada a fornecer hospedagem, traslado Aeroporto x Hotel, além de eventual gasto com alimentação e outras despesas básicas.

Geralmente as companhias aéreas não prestam a mínima assistência ao
passageiro, que, além de amargar o atraso, ainda tem que arcar com eventuais despesas.
Nestes casos, o passageiro não há com que se preocupar, pois lhe é devido ressarcimento de todas as despesas, que devem ser comprovadas mediante as notas fiscais, além de uma reparação financeira, por todo o transtorno, aborrecimento e arbitrariedades provocados em decorrência do atraso, cuja indenização gira em torno de R$3.000,00 (três mil reais) a R$10.000,00 (dez mil reais) e varia de acordo com o caso.

O que Aconteceu?